Notícia publicada em 19/03/2020 - 19:12:13 | JI-PARANÁ - POLICIAL

 

CASO DE POLÍCIA - Mesmo após SEDAM interditar o Lixão à céu aberto, Prefeitura de Ji-Paraná continuará depositando o lixo no aterro irregular

 

No começo do mês, o Tribunal de Contas do Estado de Rondônia (TCE/RO) suspendeu a licitação no valor de R$ 7.123.342,82 milhões da prefeitura de Ji-Paraná com base em denúncia e a constatação de vícios, irregularidade e ilegalidades no edital de pregão eletrônico nº 029/2020/PMJP/RO.

 

Clique no título abaixo e relembre a matéria:

 

Notícia publicada em 09/03/2020 - 15:01:49 - Tribunal de Contas suspende licitação da prefeitura de Ji-Paraná do “lixão controlado”, embargado pela SEDAM, no valor de R$ 7 milhões

 

 

Ainda segundo o Procedimento Apuratório Preliminar – PAP do TCE/RO, constatou-se muita imprecisão e indefinição nas informações e dados técnicos, mas o mais grave é que a prefeitura de Ji-Paraná não poderia licitar o procedimento, pois o “aterro sanitário controlado” do município esta embargado, sem condições de ser operado e foi multado no mês de janeiro em R$ 105,000,00 pela Secretaria de Desenvolvimento Ambiental do Estado de Rondônia - SEDAM

 

 

A Sedam deu prazo de um ano para que a Prefeitura de Ji-Paraná cumpra com a legislação que vem sendo descumprida e que desenvolva medidas urgentes para que a coleta de lixo da cidade não seja comprometida.

 

Assista a matéria e entenda o caso:

 

 

Após a suspensão da licitação, a Prefeitura Municipal, através da Secretaria do Meio Ambiente, se manifestou sobre o caso. Em coletiva, a Secretária Kátia Casula, afirmou que, mesmo recebendo notificações da SEDAM, o lixo continuará sendo despejado irregularmente no aterro embargado.

 

Além da Secretária do Meio Ambiente, a equipe do Programa Chumbo Grosso, comandada pelo Repórter Augusto Cesar, entrevistou também os vereadores de Ji-Paraná.

 

Assista a coletiva e as entrevistas com os vereadores de Ji-Paraná:

 

 

A matéria foi veiculada nesta semana, durante o Programa Chumbo Grosso, que foi exibido na SIC TV, canal 4.1.

 

 

 

ATENÇÃO SR(s) INTERNAUTAS

 

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se

prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

 

Publicidade

 

 

 

Publicidade

 

Comentários

 

 

Home Notícias Vídeos Classificados Fale Conosco Curiosidades