Notícia publicada em 28/03/2019 - 09:48:05 | PORTO VELHO

 

Força Tática prende quatro homens com três armas;

 

Gilvan F.C., 28 anos, Eduardo V.R., 22 anos, Rallison T.R., 24 anos e Gabriel F.M., 19 anos, foram presos por de cárcere privado e com três armas de fogo, no final da noite de quarta-feira (27), em uma residência na Rua Eça de Queiroz, bairro Mariana, região Leste de Porto Velho.

 

Policiais da Força Tática do 5° BPM realizavam patrulhamento pela Avenida Plácido de Castro, quando avistaram um veículo HB20 – Uber - de cor branca e placa OXM-6228 com vidro fumê, que seguia em direção contrária da guarnição. Foi dada ordem de parada através de sirene e giroflex e dois homens saíram do carro.

 

Realizada a revista pessoal, nada de ilícito foi encontrado, mas dentro do veículo foi localizada uma pistola calibre 9 mm com dois carregadores e onze munições intactas, encontrados embaixo do banco do motorista Eduardo V.R. Questionado, ele disse que seria do passageiro Rallison. Este afirmou que estava fazendo negociação com Gilvan (que não estava no local) por R$ 4.900.

 

Os policiais se deslocaram para a casa de Gilvan, e quando se aproximaram avistaram dois suspeitos correndo. Foi solicitado apoio de outras guarnições para fazer o cerco. Na residência estavam um casal com a filha menor de idade, que disse não autorizar a entrada da guarnição. Os militares invadiram o local e localizaram escondido no quarto da criança o suspeito Gilvan, mantendo uma menor como refém. Ele acabou se entregando, sendo encontrados dois revólveres calibre 38 com seis munições e um revólver calibre 32.

 

Em uma gaveta de uma cômoda foi encontrada a quantia de R$ 4.900. Durante diligências, os policiais prenderam em um terreno o suspeito Gabriel e foi questionado por que saiu correndo. Ele disse que foi até a casa de Gilvan comprar droga. 

 

 

Matéria:Rondoniagora

 

 

ATENÇÃO SR(s) INTERNAUTAS

 

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se

prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

 

Publicidade

 

 

 

Publicidade

 

Comentários

 

 

Home Notícias Vídeos Classificados Fale Conosco Curiosidades