Notícia publicada em 18/01/2019 - 17:56:06 | JI-PARANÁ - POLICIAL

 

Quadrilha ataca carro-forte na BR-319 com fuzis e explosivos

 

Diversas equipes da Polícia Militar de Porto Velho/RO, foram acionadas no início da tarde desta sexta-feira (18) para a altura do quilômetro 130 na BR-319, após a ponte do Rio Madeira perto do segundo posto do Idaron, onde bandidos armados interceptaram e informações dão conta que levaram todo o conteúdo do cofre, na altura de 70 quilômetros de Humaitá (AM).

 

O motorista do carro de transporte, ao notar a aproximação de outro veículo, tentou fazer a volta e foi interceptado pelos bandidos fortemente armados, com fuzis e demais armas de grosso calibre, além de artefatos explosivos. O veículo acabou atolando em um lamaçal dentro de uma propriedade rural. Os criminosos fugiram no sentido de Porto Velho em dois veículos, e abandonaram um deles em chamas no portão de entrada do sítio.

 

As operações foram intensificadas com a ação da Polícia Militar do Amazonas e de Rondônia com apoio da Polícia Rodoviaria Federal. O Helicóptero Falcão 01 da Sesdec/RO se deslocou rumo a Humaitá (AM). no km-130 local da ocorrência. Barreiras foram montadas na BR-319 pela PRF e o trânsito ficou impedido no começo da tarde. 

 

ÚLTIMAS INFORMAÇÕES

 

Os dois seguranças da empresa que foram feridos, foram encaminhados por moradores para atendimento. Um levou um tiro no rosto e foi levado para Humaitá onde já recebeu atendimento e neste momento é levado para Porto Velho, onde receberá atendimento complementar. O outro segurança, com o desencontro de informações, teria levado um tiro no abdomen e encaminhado para Porto Velho, em uma caminhonete branca. Segundo o portal 'Barrancas de Humaitá' o tiro teria sido nas costas.

 

Os bandidos levaram o que continha no cofre e artefatos explosivos foram encontrados. O esquadrão Anti-Bombas da Polícia Militar do BOPE se dirige ao local para tomar as devidas providências, para com os materiais explosivos.

 

Matéria:RONDONIAOVIVO

 

 

ATENÇÃO SR(s) INTERNAUTAS

 

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se

prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

 

Publicidade

 

 

 

Publicidade

 

Comentários

 

 

Home Notícias Vídeos Classificados Fale Conosco Curiosidades